Mãe relata drama após filha ingerir planta tóxica: “Ela começou a vomitar, chorar, entortar a boca”




Juliana Visolli, uma mãe de 26 anos moradora de Diamantino (MT), viveu momentos de desespero após sua filha de apenas dois anos ingerir uma planta ornamental tóxica, conhecida pelo nome de Zamioculca.

“A gente estava na casa de um colega. Foi muito rápido. Logo que a gente viu [a garotinha ingerir a planta], ela começou a vomitar, chorar, entortar a boca. Foi um susto”, revelou a mãe ao portal Só Notícias.

De acordo com Juliana, a menina foi imediatamente levada para o hospital local, onde foi medicada, mas ainda precisou ser transferida para Cuiabá para realizar mais exames detalhados e ser acompanhada. A mãe conta que a filha foi liberada após algumas horas depois de ser submetida a uma limpeza de estômago e de tomar antialérgicos. A criança teve várias feridas em sua boca e na garganta.


Ainda sob o efeito do susto, a mãe fez questão de compartilhar o caso em suas redes sociais para alertar outros pais a respeito do perigo que a planta pode causar. “Eu já tinha visto uma reportagem sobre este planta. Às vezes, a gente não dá atenção. Eu postei para alertar, pois é algo que não quero para os outros. Depois que eu fiz a postagem, apareceram relatos [a respeito de outros casos de intoxicação]. Uma pessoa me contou sobre um cachorro da raça pit bull que morreu após ingerir a planta”, alertou Juliana.

Planta perigosa

Popularmente conhecida como Zamioculca (nome científico: Zamioculcas zamiifolia), a planta é comumente utilizada como decoração. Apesar de parecer inofensiva, um estudo realizado em Campo Grande (MS) aponta para os riscos oferecidos pela erva.

Com base em dados fornecidos pelo Centro Integrado de Vigilância Toxicológica (CIVITOX), entre 2005 e 2015 quatro casos de intoxicação por causa da planta foram diagnosticados no Mato Grosso do Sul.


Loading...